Português Italian English Spanish

Wesley Machado: O convívio pacífico em mim de gostos conflitantes para muitos

Wesley Machado: O convívio pacífico em mim de gostos conflitantes para muitos

Data de Publicação: 18 de julho de 2020

Wesley Barbosa Machado - Fã da trilogia "De volta para o futuro"; apaixonado pela história de Campos dos Goytacazes-RJ; jornalista convicto; colecionador de memorabilia botafoguense e compositor musical eclético.

wmescreve@gmail.com

 

O convívio pacífico em mim de  gostos conflitantes para muitos

Por que não gostar de samba e pagode ao mesmo tempo? Por que não ser fã de Star Wars e Star Trek ao mesmo tempo? Por que não torcer para Americano e Goytacaz ao mesmo tempo? Por que eu tenho de escolher? Claro que em relação aos dois clubes de futebol de Campos, eu posso entender, afinal não sou torcedor de nenhum nem outro especificamente (Sou Roxinho) e fica mais fácil conseguir torcer simultaneamente para o Alvinegro e o Alvianil, sem ser levado pela rivalidade de um para com o outro. O meu lugar de fala, tão considerado na Academia, é de um campista bairrista.

Por exemplo, eu como botafoguense não consigo torcer para o Flamengo. Mas voltando à música e à cultura pop, confesso que dá certa vergonha de dizer que gosto de pagode, afinal os admiradores do samba mais de raiz condenam o estilo mais romântico do pagode. Não que não haja samba romântico. Há sim sambas bem melódicos. E é disto que eu gosto no pagode. Da melodia mais romântica. Por isto gosto tanto de músicas internacionais, aquelas famosas Good Times ou Flash Back. Há coisa melhor que o amor? E os norte- americanos realmente são geniais. Não é mesmo?

Por falar nos Estados Unidos, agora vamos às séries e filmes das Estrelas, um Guerra, o outro Jornada. Como vinha dizendo, eu sou fã dos dois. Talvez – e esta pode ser a explicação - eu não esteja tão vinculado a um quanto a outro e não saiba a fundo o que leva os fãs de cada franquia a rivalizarem tanto. Mas o que posso dizer é que vejo tanto Guerra nas Estrelas quanto Jornada nas Estrelas com o maior prazer. É isto. Espero que vocês estejam gostando da coluna, que já há um tempo não é só sobre futebol, como se pretendia no começo. Aguardo o feedback de vocês por e-mail.