Português Italian English Spanish

Wesley Machado: O desenrolar da vida

Data de Publicação: 29 de agosto de 2020 10:39:00

Wesley Barbosa Machado - Fã da trilogia "De volta para o futuro"; apaixonado pela história de Campos dos Goytacazes-RJ; jornalista convicto; colecionador de memorabilia botafoguense e compositor musical eclético.

jornalistawesleymachado@gmail.com


 

 

O desenrolar da vida

Esta semana uma postagem do ator Macaulay Culkin no Twitter virou notícia no mundo inteiro. O astro de filmes como "Esqueceram de Mim" e "Riquinho", que virou cantor, escreveu o seguinte: "Ei pessoal, querem se sentir velhos? Eu tenho 40 anos. De nada".  

A postagem repercutiu bastante. Eu mesmo, que vou completar 40 anos em 2021, refleti sobre o fato de estar "velho". Sim, porque para mim 40 anos já é um pouco velho. Já vivi mais do que vou viver ainda. Passei da famosa meia idade. 

Para algumas pessoas 40 anos não é velho. Muitos falam em se sentir e se comportar como velho. Eu sou velho de cabeça. Estou até com muitos fios brancos. 

Mas é comum alguém ao comentar que uma pessoa morreu falar: "Morreu novo. Tinha 70 e poucos anos". Mas como 70 e poucos anos é novo? Quem viveu 70 e poucos anos viveu muito, considerando que muitos morrem jovens. 

Tudo bem que em outros países a expectativa de vida é maior. Existem casos, até mesmo no Brasil, de pessoas que passam dos 100 anos. Mas aí já é uma raridade.  

Sou um apaixonado pelo desenrolar da vida. Como as coisas vão acontecendo a cada dia. Tenho vontade de voltar ao passado e tenho medo do futuro e da morte. Por isto mesmo gosto de ver o tempo passando e a vida se desenrolando.